REVISTA GUAIAÓ
  • Editorial

[ Editorial ]

GUAIAÓ – REALIDADE

“Um galo sozinho não tece uma manhã…”
João Cabral de Melo Neto – “Tecendo a manhã” em “A Educação pela pedra”.

 

A receptividade foi calorosa e intensa. Sinal de que a cidade de Santos carecia e ansiava por uma publicação voltada para as suas artes e suas riquezas. Na bela tarde de novembro, os espaços da Pinacoteca Benedicto Calixto pareciam pequenos para as mais de quinhentas pessoas que convergiram para a festa do lançamento da revista Guaiaó. Presentes estavam todos os colaboradores, amigos e entusiastas, sem exceção, e, juntos, celebramos este advento, que pretende resgatar a alma da cidade que é abençoada pela própria denominação.
A revista Guaiaó é uma ideia que se consolida através do esforço de muitos. Há muito que contar e desvelar na região e ideias e sugestões afluem de todos os lados. Uma delas já figura nesta edição. É uma página com anotações, de texto e de imagens, de lugares e pessoas surpreendentes que esbarramos ao fazer a pesquisa para a matéria principal, e que geralmente não são aproveitadas nela. Neste segundo número, também, além do time principal de colaboradores, temos alguns convidados de peso.
Privilégio dos privilégios, o escritor Edson Amâncio troca, excepcionalmente, de editoria e deixa o espaço do texto de ficção para ser entrevistado pela jornalista Fernanda Pires, ela também uma nova aquisição da Guaiaó. Para a seção de literatura, resgatamos um texto brilhante do pensador Cid Marcus Vasques, publicado originalmente na década de 1970, no jornal A Tribuna. Cid Marcus teve uma vida atuante na cidade de Santos até os anos 2000, quando se mudou para São Paulo.
Também neste número dois, temos uma participação especial do fotógrafo e arquiteto Cristiano Mascaro, um dos mais importantes fotógrafos do País, que foi professor da FAUS durante vinte anos e se afastou de Santos a partir de 1986. Em uma de suas raras visitas à cidade, Mascaro realizou uma série de fotografias, ainda inéditas para o público local. Essa coletânea está sendo publicada com exclusividade aqui, na Guaiaó.
Aproveitem!

Pinacoteca Benedicto Calixto
26 de novembro de 2011 – Lançamento Guaiaó 01.
Embaixo, da esquerda para a direita: Søren Knudsen,
Gino Caldatto, Flávio Amoreira, Paulo von Poser, Marcos Piffer,
Gisela Kodja, Helena Passarelli, Marcos Denari,
Julinho Bittencourt, Edson Amâncio e Gilberto Mendes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voltar ao topo